Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Arquivos de Categoria: Automação Eficiência Negócios

Eficiência operacional com automação de processos

Entenda como a automação de processos pode garantir eficiência para o seu negócio Você busca mais eficiência na sua empresa? Entenda como a automação de processos pode ajudar! A automação de processos é um tema que vem ganhando destaque nos últimos anos. Com a evolução tecnológica e o desenvolvimento de novos sistemas e ferramentas voltadas para otimização, a necessidade de automação vai se tornando cada vez mais urgente. A fabricação de novos produtos, a prestação de serviços e até mesmo a comercialização de mercadorias demandam processos. Isso significa que toda empresa está atrelada a um “modo de fazer”, com processos que devem ser estabelecidos de forma a trazer mais agilidade para a execução das atividades. Se você está lendo este artigo, provavelmente já busca soluções eficientes e melhores resultados para o seu negócio. Mas como tornar a sua área mais produtiva por meio da automação, sem pesar sobre a equipe e com um orçamento mais restrito? Neste artigo, vamos ajudá-lo a descobrir a resposta para essa pergunta. Confira!  Ferramentas de automação de processos Já é possível encontrar no mercado uma série de ferramentas de automação de processos (DPA – Digital Process Automation e RPA – Robotic Process Automation), indicadas para diferentes perfis de profissionais, inclusive aqueles que não têm conhecimento técnico, mas que estão em busca de soluções simples e com baixo custo. É bastante provável que você já tenha se deparado com diferentes sugestões de abordagens para o aprimoramento dos processos em sua empresa. É possível que já tenha tentado algumas, mas que ao longo do caminho tenha identificado que elas eram complexas demais. Soluções simples e intuitivas Para atingir melhor eficiência nas suas operações é necessário pensar em uma abordagem mais simples e intuitiva. De preferência, que estimule a sua equipe e tenha a capacidade de tornar tarefas do dia a dia mais dinâmicas, simples e econômicas, contribuindo efetivamente para o desenvolvimento dos seus negócios. Atualmente, há soluções de automação de processos de negócios que são fáceis e robustas, diferentemente do que a Gartner indicava há alguns anos. Hoje, com plataformas de automação de processos intuitivas e fáceis de usar, todos podem realizar mudanças capazes de levar a organização a perceber os processos como um ativo essencial para a empresa, e não como um obstáculo em suas rotinas. Com as novas soluções de automação de processos de negócios disponíveis no mercado, ficou mais fácil e ágil mostrar resultados de forma eficaz.   Fonte: Gartner, Successful Approaches to Business Process Improvement    Padronização de processos e eficiência operacional Os processos e soluções digitais contribuem para a eficiência do trabalho e do negócio como um todo. O dinamismo do mercado e a evolução tecnológica cada vez mais rápida demandam adaptação constante das empresas que, se não acompanharem o fluxo, correm o risco de perder espaço para a concorrência. Nesse contexto, quando a tecnologia é bem utilizada, permite a automação de processos para a rápida entrega de soluções. É claro que isso deve ser viável sob diferentes aspectos, inclusive sob o ponto de vista econômico-financeiro. Sem dúvida, um dos grandes desafios das organizações é lidar com o orçamento, cada vez mais enxuto e demandando sempre novas soluções. Quando se fala em eficiência operacional, é impossível deixar de pensar em padronização de processos. De acordo com a Gartner, “em 2013 apenas 30% dos CIOs estavam à frente de programas voltados ao aprimoramento de processos de negócios.” Em 2017, a consultoria Mckinsey publicou um estudo que apontava o fato de que processos de automação com inteligência representam: 20% a 35% de melhora em eficiência; 50% a 60% de redução de tempo de processo; retorno sobre o investimento (ROI) na casa dos três dígitos percentuais. Neste contexto, a busca por mais produtividade e, consequentemente, mais lucratividade, se traduz cada vez mais em digitalização. Veja, por exemplo, o que afirma estudo do Gartner publicado em 2019:  “Muitos líderes empresariais estão buscando agressivamente eficácia operacional e metas de produtividade para obter maior lucratividade. Essas empresas procuram aprimorar as aplicações e recursos que possuem no sentido de digitalizar e automatizar os processos de negócios existentes para assegurar mais eficiência operacional, escalabilidade e redução de custos”. Se o objetivo da sua empresa é essa “eficiência operacional, escalabilidade e redução de custos”, você precisa investir em tecnologia transparente, confiável e responsiva.   Transformação digital na sua empresa A transformação digital é uma realidade concreta e necessária. Sabemos que o mundo está conectado e as empresas precisam se adaptar a essa nova realidade. Nesse contexto, a otimização de processos é um dos pontos estratégicos que precisam ser trabalhados para que a empresa consiga atingir os resultados a que se propõe. Aqui, vale mencionar o estudo de Gartner sobre otimização de TI: “A organização otimizada para processos visa à eficiência, o que significa implementar planos com o menor gasto possível de recursos, entregando soluções de negócios de maneira econômica”. A questão do prazo é outro aspecto importante. Na maioria das vezes, os prazos para a entrega de aplicações que vão promover a padronização de processos ultrapassam o que os executivos da empresa consideram aceitável para os negócios. Todas essas questões precisam ser avaliadas de forma estratégica e inteligente pelos gestores, que devem buscar o suporte de empresas de TI com expertise em entregar soluções: intuitivas; visuais;  capazes de automatizar processos; personalizáveis e adaptáveis às necessidades do negócio; que não exijam conhecimento técnico complexo da equipe; que criem fluxos de forma mais natural possível.   Automação de processos na era da transformação digital Preencha o formulário para baixar seu e-book gratuitamente! Nome* Email* Baixar E-book!   Como a Zuri pode ajudar a sua empresa A Zuri trabalha com hiper automação, ou seja, organizamos e compilamos todas as tecnologias, desde automação de tarefas manuais com implementação de RPA, até orquestração de processos, utilizando tecnologias como DPA, BPMS e Workflow e integração de sistemas e pessoas. Nossa solução Zuri atende às necessidades de diferentes tipos de empresa, adequando-se a todos os tipos de processos em organizações de médio e grande porte. Ajudamos até […]

Guia de Automação de processos: um “mini-guia”

Guia de Automação de processos: um “mini-guia” O que é? Como implementar? Quando iniciar? A automação de processos é o principal caminho tecnológico para aumentar a produtividade, otimizando cada recurso da empresa e faz com que as tarefas dos colaboradores se tornem cada vez mais eficientes e gerem mais valor. Mesmo em um mundo onde a transformação digital dita as regras de forma cada vez mais intensa e veloz, muitas pessoas deixam de lado a automação de processos por acreditarem que elas não são capazes de ajudar um negócio a crescer. Nem todos conhecem bem como desenhar e implantar automação de processos que gerem vantagem competitiva. Pensando em desmistificar o assunto, a Zuri preparou um guia completo sobre o que é uma automação de processos e o porquê você precisa ter esse tipo de sistema em sua empresa o quanto antes.   Automação de processos – O que é? Automação de processos digitais pode ser resumida no uso de aplicações de TI utilizadas para realizar ou auxiliar na adequada execução de tarefas e rotinas de trabalho que poderiam ser feitas de forma manual. A automação de processos digitais permite que uma equipe inteira de trabalho consiga otimizar tempo e informações através de poucos cliques, agregando valor individual e em grupo, aumentando o valor gerado tanto para cada departamento (área de negócio) como para a empresa inteira. Mesmo utilizando computadores e nuvem para coletar e armazenar dados de modo a consolidar tudo em um único local, ainda é preciso (1) garantir que os dados certos sejam coletados e (2) gerar conhecimento acerca da execução dos processos para, então, criarmos inteligência e gerar os insights de negócios que tanto precisamos, tanto em nível operacional, como gerencial e da alta gestão. A automação de processos, em geral, precisa de pessoas para alimentar o sistema para que ele consiga desempenhar suas funções com o máximo de precisão. Por conta de sua facilidade, a utilização da automação de processos vem se tornando cada vez mais popular em diversos setores brasileiros. Através do DPA (Digital Processos Automation) com tecnologia low-code o usuário consegue criar aplicações de TI que criam ambiente para acelerar a transformação digital na sua empresa. Enquanto através do RPA (Robotic Process Automation), é possível utilizar softwares como “robôs” para a execução de tarefas que poderiam ser feitas por colaboradores, mas que tomaria um tempo muito grande de trabalho.  Agora, imagine você e seu time poderem criar aplicações de TI que sejam verdadeiras soluções de negócios que automatizam os processos específicos da sua área e do seu negócio. Tudo customizado para você, para sua área e para seu negócio. Imagine ter relatórios e dashboards customizados para seus KPIs, suas metas e seus objetivos. Olha a facilidade que este tipo de solução pode criar e o valor de negócios que pode potencializar. Algumas soluções de automação de processos digitais, como a Zuri, possuem tecnologia low-code, o que permite que você e seu time criem aplicações sem que vocês precisem de conhecimento técnico em programação ou, se seu time for de TI, uma solução como esta traz maior rapidez e eficácia nos desenvolvimentos. Uma espécie de LEGO em que você clica e arrasta e, no fim, clica “ativar” para que sua solução de automação de processos, específica para você, esteja funcionando.   Como implementar a automação de processos? Para que você tenha os resultados esperados da automação de processos, é preciso que você conclua algumas etapas de implementação. Por isso, selecionamos algumas das que consideramos essenciais para te ajudar em uma transição mais tranquila. Mapeie todos os processos da empresa Um dos grandes segredos para que a automação de processos seja eficaz e ajude no dia a dia de um negócio está relacionado ao desenho do processo e ao valor que esta cadeia de processos contribui para a geração de receita ou diminuição de despesas. Planejar o processo, desde seu redesenho até a implantação em sí, é um desafio que pode requerer um parceiro (ou fornecedor) experiente. Esse é um dos pontos principais para fazer com que a nova estrutura processual gere os resultados esperados. Afinal, muitas vezes percebemos implantação de sistemas e aplicações de automação de processos sem um adequado mapeamento, um planejamento sobre qual a verdadeira utilidade para toda cadeia processual e para o “core” do negócio. O “core” diz respeito ao principal do negócio, são aquelas atividades que geram valor em alto grau para a empresa. Trazer a automação para estes processos permite gerar conhecimento e inteligência sobre o principal das atividades da sua área ou da empresa. Ter uma solução de automação que seja útil tanto para fluxos de trabalho simples como para o “core” da empresa, que seja fácil de usar para qualquer profissional sem experiência e, ao mesmo tempo, permita aos especialistas desenvolverem integrações complexas, isso faz a diferença para o resultado da implementação da automação de processos. Pense em situações como: Quais os setores mais importantes da empresa? Como a tecnologia ajudaria a apresentar dados relevantes? Como um software poderia ajudar a otimizar o trabalho de uma equipe? A partir destes princípios, você conseguirá avaliar o que precisará ser automatizado, sem perder a eficiência do setor. Determine quais processos podem ser automatizados Apesar de cômodo e extremamente funcional, é preciso saber quais são os setores que precisam da automatização de processos para se tornarem mais produtivos. A melhor maneira de saber o que precisa da ajuda da tecnologia, são setores e tarefas que precisam desempenhar as mesmas funções, todos os dias. Essa, inclusive, é uma etapa fundamental. Segundo uma pesquisa de automação de operações comerciais para escalagem de negócios digitais, divulgada pela Gartner, um sistema automatizado em que o processo tenha sido mal projetado, passa a ser uma automatização ruim, podendo gerar desperdício de dinheiro, infraestrutura e manutenção. Avalie o potencial do projeto Nem todos os processos de uma empresa devem ser automatizados imediatamente ou logo no início. Neste sentido, percepção do líder é fundamental para garantir que o projeto seja bem aproveitado na organização e gere os […]

Benefícios da Automação e Robotização dos Processos

Benefícios da Automatização e Robotização dos Processos   Quando o assunto é Automatização e Robotização de processos a principal fala é sobre o Retorno do Investimento (ROI). De acordo com a pesquisa realizada pela Computer Economics Technology Trends, em seu relatório de 2019, composta por mais de 250 empresas, chegou ao resultado que dessas , 12% delas implementou RPA, sendo que metade dessas chegou ao ROI em 18 meses. Depois desse período são somente lucros envolvidos. Em outra perspectiva, na média um robô de software custa de um terço a um quinto do custo de um funcionário. Várias empresas da indústria de serviços viram a redução de custos e melhoria de processo com o uso de robôs. Mas olhando para a automação de processos, os benefícios são muito maiores do que o impacto financeiro. A tecnologia pode transformar a companhia. Eles estão desde a pequenas melhorias, como por exemplo a redução de 10 a 20 segundos a cada tarefa realizada (por exemplo uma simples sequência de copiar e colar). Alguns outros benefícios abrangem várias áreas: (por exemplo) Compliance: Qualquer violação de uma regulação de governo pode trazer sérias consequências para empresa. Com a automação e robotização de processos é muito fácil configurar um robô para fazer ações no sentido a manter a conformidade com os requisitos de regulação. Atendimento ao Cliente: As pessoas precisam responder rapidamente os clientes. Mas isso fica difícil quando a quantidade de contratos é muito grande. Nesse caso o RPA pode fazer uma grande diferença, pois eles são programados para realizar os passos necessários, sendo escaláveis. Satisfação dos Colaboradores: O time pode aproveitar muito dos benefícios de um RPA, pois muitos despendem muito tempo para executar tarefas que não tem muito valor e se tornam muito tediosas. O resultado disso é a perda de produtividade e o turnover. Ampla Aplicação: É comum uma aplicação ser aplicada em partes especificas das empresas. Mas o RPA é amplo. Ele pode ser aplicado para muitas áreas como jurídico, financeiro, RU, marketing, vendas e tantas outras. Qualidade dos Dados: Utilizando essas ferramentas é possível melhorar e diminuir a chance de ocorrência de erros humanos. Com muitos dados por conta da escalabilidade é necessário a utilização de conjunto de dados para o Analytics e Inteligência Artificial para ganhar robustez e usabilidade. Transformação Digital: A Transformação Digital é a maior prioridade dos CEO. Muitas organizações têm muitos sistemas legados que custam muito para ser substituídos ou integrados. Mas com a proposta de automação de processos isso pode rapidamente resolvido com um menor custo. Escalabilidade: Se houver uma forte e repentina demanda, pode ser muito difícil contratar novos colaboradores. Assim a automatização pode ser a solução. É muito mais fácil e barado escalar novos robôs para executar as tarefas.    

Como escolher a plataforma BPM ideal para seu negócio?

plataforma BPM

Como escolher a plataforma BPM ideal para seu negócio? Não basta tomar uma decisão, é preciso identificar a melhor opção para o seu caso. Você já deve ter lidado ou ouvido falar de diferentes tipos de softwares BPM, chamados de BPMS (Business Process Management Suites) e já percebeu que há uma grande variedade de opções. Identificar a melhor opção para seu caso é uma tarefa que requer conhecimento. Desenvolvemos este texto para ajudá-lo nesta decisão e à compreender quais critérios considerar para avaliar a melhor opção. Toda organização possui processos de negócios internos e externos. Certamente, você entende a importância de ter à disposição uma plataforma de gerenciamento de processos capaz de otimizar todas as etapas do negócio, aumentando drasticamente a produtividade, reduzindo custos e criando um círculo virtuoso para o negócio. Pensando nisso, nós da Zuri preparamos este conteúdo com as principais informações para você escolher a melhor plataforma de BPM para a sua empresa.   O que é BPM? Como adiantamos no começo deste artigo, BPM (Business Process Management) ou, em português, Gerenciamento de Processos de Negócios. Soluções de BPM são chamadas de BPMS (Business Process Management Suites) e reúnem um conjunto de técnicas facilmente aplicáveis no dia-a-dia com estes softwares que promovem a gestão, o controle e a otimização dos processos internos e externos de negócio.  Quando falamos sobre BPMS, a primeira coisa a ser lembrada é a questão do seu workflow — fluxo de trabalho. Afinal, é a partir dele, dos fluxos de trabalho (workflow) do seu negócio, que você pode analisar os erros e acertos de cada setor, de forma individual e coletiva.  Pensar na plataforma correta para o seu negócio requer pensar nos seus fluxos de trabalho. Porém, como Howard Smith e Peter Fingar já adiantaram décadas atrás no livro Business Process Management: The Third Wave, que deu origem ao conceito BPM, a tarefa não é fácil. Mas, como especialistas com décadas no mercado, facilitaremos esclarecendo o raciocínio para você. E, claro, se desejar, entre em contato conosco. Toda atenção é necessária para garantir que seu time conquiste as vantagens de uma boa escolha.       A melhor escolha de BPMS Escolhendo a plataforma ideal para o seu negócio e seus processos, poderá conquistar uma série de benefícios para o negócio, tanto de curto, médio e longo prazo, sem esforços adicionais. Entre os principais benefícios das soluções BPMS, podemos destacar alguns muito interessantes como:     Maior eficiência Ao acertar na escolha da plataforma BPMS, você torna cada etapa dos processos internos e externos ainda mais eficientes já que tudo passou a ser otimizado. Há, ainda, um ganho de sinergia entre as áreas e os times envolvidos. Esta sinergia traz maior velocidade para a operação, fazendo com que a organização consiga mais velocidade para lançar atualizações, novos produtos, responder às demandas de mercado, testar, experimentar, ajustar, corrigir e disponibilizar no mercado serviços e processos que entregue maior valor para os clientes. Tudo de forma mais rápida, gerando receitas mais rapidamente. E, com inteligência de negócios baseada em dados estruturados da operação, o que permite estas correções e, então, formatar as ofertas ideias para o mercado de acordo com as demandas e dados operacionais do desempenho dos serviços e produtos.     Menor tempo de resposta Você, seja como líder ou gestor, sabe que o dia a dia no mundo dos negócios é ágil e, por isso, uma resposta rápida deve ser almejada sempre. Por meio de soluções BPMS, a sua empresa e seus times passam a ter um tempo de resposta menor e isso garante mais agilidade na entrega de valor, tudo com base em processos bem estruturados, otimizados e controlados com inteligência (análise de dados à um clique de distância).     Comprometimento Plataformas BPMS geram maior engajamento nas equipes e nos indivíduos envolvidos nos processos. Como os prazos e metas são respeitados através de regras e SLAs configurados de forma customizada para você e suas necessidades na plataforma BPMS, a cultura organizacional é incrementada, pois cada indivíduo tem sua produtividade controlada de forma muito acessível à todos os líderes. Consequentemente, o nível de comprometimento e de engajamento dos profissionais é maior, o que gera um círculo virtuoso de maior produtividade com alta qualidade.     Redução de despesas Quando você acerta na sua escolha, contrata a plataforma ideal para a gestão de seus processos de negócios, os processos internos e externos são feitos da forma mais rápida e econômica, gerando uma redução de gastos de forma imediata. Contar com uma plataforma BPMS com tecnologia low-code, ou seja, na qual profissionais sem conhecimento de programação conseguem criar suas próprias soluções de automação com “clica e arrasta” (“drag-and-drop”) você diminui drasticamente as despesas com programadores seniores para construir estas soluções. Você ganha de duas formas claras: Com processos padronizados, otimizados e controlados com inteligência (dados estruturados), você reduz despesas pelo aumento da qualidade, diminuição de erros e incremento da velocidade operacional. Tudo isso resulta em maior produtividade da sua equipe Com plataforma BPMS com tecnologia low-code você consegue diminuir despesas com TI, habilitando profissionais menos experientes a criarem soluções de automação robustas de forma rápida, chegando à ser 9x mais rápido do que criar “na unha”, ou seja, programando. E, o melhor, tudo sob a governança de TI. Isso também faz com que a área de TI fique mais estratégica, mais importante para apoiar e potencializar as áreas de negócios atendendo suas necessidades.   Como escolher a melhor plataforma de BPM? Antes da escolha final de uma plataforma de BPM para o seu negócio, é natural que você se pergunte qual é a melhor. Segundo a Gartner, é indispensável que uma plataforma BPM forneça recursos para acelerar a entrega dos processos e ofereça meios para identificar novas oportunidades de automação. Caso a plataforma não tenha o que é necessário, ela deixa de cumprir o básico. Porém, a melhor plataforma é aquela que se adapta melhor ao seu tipo de negócio. Sendo assim, não se pergunte qual é a melhor plataforma, e sim qual solução […]

A história completa do BPM até os dias atuais

história do BPM

A história completa do BPM até os dias atuais   A evolução que culminou com IA (iBPMS) BPM é conhecido e praticado , mas poucas conhecem a evolução. BPM (Business Process Management) é a solução definitiva para muitas empresas e, por isso, líderes e organizações percebem a gestão de processos de negócios como estratégia viável para acelerar a eficiência operacional, reduzir custos e criar um back-office (atividades internas empresariais) que aumente a competitividade, as receitas e o valor entregue para os clientes. A aplicação dos conceitos relacionados à BPM está globalizada desde a sua criação. E a tecnologia incrementou muito as possibilidades nos últimos anos. Compreender a evolução das práticas de BPM ajudará você a aplicar BPM com as mais modernas tecnologias. A história do BPM vem muito antes da digitalização dos processos. Essa evolução iniciou em 1776 e continua com alto grau de inovação. Mapear, planejar, otimizar, controlar e medir execução e desempenho dos processos são alguns dos principais focos do BPM. Com isso em mente, chega a ser indispensável conhecer todo o processo evolutivo da BPM até chegar onde está hoje: a maior solução para otimizar processos internos. Por essa razão, a história do BPM é o tema deste artigo.   O que é BPM? O BPM é uma sigla em inglês que traduzida para o português significa Gerenciamento dos Processos de Negócios e tem como objetivo criar um gerenciamento dos processos internos e externos da empresa focada na otimização de recursos e dos processos. Por mais que soe óbvio afirmar que as empresas quererem otimizar custos e produzir mais com menos, o BPM que conhecemos hoje só foi apresentado em 2003 com o lançamento do livro Business Process Management: The Third Wave, de Howard Smith e Peter Fingar. Antes deste livro, havia apenas variações desta abordagem disciplinar que existe hoje e, mesmo apresentando alguns resultados, eram considerados rasos.   História do BPM A história do BPM começa anos antes do lançamento do livro homônimo, mais precisamente em 1776, período da Revolução Industrial e ano do lançamento do livro Riqueza das Nações, do autor Adam Smith. É nesta obra que somos apresentados aos alicerces do conceito de “workflow” — fluxo de trabalho, que evoluiu tanto ao ponto de, hoje, tratarmos de tecnologias e conceitos como RPA, Data Mining, Process Mining, Hiperautomação e CoRPA (Complementary RPA ou, em português, RPA Complementar). Anos mais tarde, em 1911, mais um livro apresentou inovações para o gerenciamento de processos de negócios. Desta vez, Frederick Winslow Taylor produz Princípios de Administração Científica e passa a provocar a ideia da padronização e da criação de melhores equipamentos à classe trabalhadora.   Statistical Process Control Pouco tempo depois, a Bell Laboratories sob comando de Walter A. Shewhart inicia o uso do Statistical Process Control (SPC) na década de 1920 e com isso passa a antecipar milhares de problemas antes mesmo que gerasse algum tipo de prejuízo. Até hoje, o SPC ainda é usado por milhares de empresas. A informatização que viria a iniciar a história da BPM começa em 1941, ao Konrad Zuse criar o Z3, primeiro computador da história. A partir deste ponto, a tecnologia passou a evoluir cada vez mais rápido até chegar nos computadores conhecidos atualmente. Em pouco tempo, os japoneses passaram a explorar a tecnologia e isso gerou uma grande evolução na indústria japonesa. Em especial, a década de 50 foi uma época importante para o progresso do BPM. Isso em razão do Dr. W. Edwards Deming, estatístico e um dos muitos pupilos de Shewhart, ter ensinado vários empresários e gestores sobre o SPC. Deming foi o responsável pela criação do conceito PDCA (“Plan, Do, Check, Act” ou, em português “Planejar, Fazer, Verificar, Agir”) como um processo de gestão visando a melhoria contínua de produtos e processos. Na década de 70, o Japão era referência em gerenciamento de processos e de qualidade e isso gerou outro importante salto até chegarmos ao BPM atual.   Criação do workflow Ao perder credibilidade internacional diante dos produtos japoneses, o Estados Unidos se viu obrigado a revidar com objetivo de manter a hegemonia norte-americana no mundo empresarial e econômico. Na década de 1980 houve um importante salto no gerenciamento de processos, mais uma vez. O primeiro deles, considerado um dos mais importantes, foi a criação do workflow ou, em português, fluxos de trabalho. Desenvolvido pela FileNet, o sistema otimiza processos internos através da digitalização do trabalho, sendo lembrado até hoje como precursor do BPMS. Além do workflow, houve ainda a criação das Seis Sigma (Six Sigma), da Reengenharia de Processos de Negócios (Business Process Reengineering), do Planejamento dos Recursos da Empresa (ERP – Enterprise Resource Planning) e do Customer Relationship Management. Tudo entre as décadas de 80 a 90.     BPM que conhecemos: BPMS e iBPMS Com a evolução digital e a democratização da internet, muitos dados passaram a ser produzidos e assim surgiu a empresa analítica Gartner, que lançou o até então inédito termo Business Process Management Suite. O BPMSsão softwares que habilitam empresas à aplicar o BPM no dia-a-dia empresarial. Assim, as funcionalidades dos programas ajudam ainda mais na tomada de decisão a partir da análise quantitativa dos dados a respeito dos processos internos e externos da empresa. Mesmo com a consolidação da BPM, em 2012 houve uma nova forma reger os processos das empresas com a criação da Intelligent Business Process Management (iBPM). A evolução do BPM para o iBPMS inclui suporte para análises de dados com aplicação de inteligência artificial em aspectos gerais e específicos dos processos, facilitando aplicar BPM de forma acessível e, literalmente, inteligente em atividades simples e complexas, cruzando dados e informações diversas. O BPM evoluiu bastante para chegar onde estamos hoje. Conhecer bem a evolução e compreender as novas formas, com novas tecnologias é fundamental, principalmente, para você colocar em prática na empresa e no time que atua. Interessado em colocar sua empresa ou seu time na frente da concorrência? Deseja melhorar a gestão de processos de negócios? Fale com o nosso time.  

Qual a importância da automação e análise de dados para construir insights de negócios?

análise de dados e insights de negócios

Qual a importância da automação e análise de dados para construir insights de negócios? Automação digital de processos gera inteligência de negócios com dados estruturados e insights de negócios à um clique. Tudo em mãos para uma gestão ágil e com mais inteligência (data-driven). Se você tem um negócio, a análise de dados e os insights são fundamentais para se manter vivo e competitivo no mercado. Afinal, essas informações são responsáveis por mostrar a realidade do negócio, além de despertar estratégias para diversos setores. Com um tempo cada vez mais escasso, desenvolver processos para que essas informações fiquem reunidas em uma única plataforma é fundamental. Por isso, a automação de processos é tão importante quando precisamos validar algumas informações e impressões que temos. Porém, sabemos que muitos empreendedores ainda possuem grande dificuldade na hora de ler informações em relatórios e encontram muitas dificuldades com esses procedimentos. Descubra neste artigo a como construir insights a partir da automação de processos.   O que é insight? Os insights são os momentos em que as pessoas acabam nutrindo uma súbita compreensão de algum tema, situação, ou apenas acabam tendo uma grande ideia para colocar em prática. Por isso, é muito importante que você sempre tenha em mãos algo que possa anotar qualquer ideia que considere relevante. Seja uma folha de papel ou o celular. O importante em um primeiro momento, é registrar a informação e validar posteriormente diante de dados e de toda a equipe.   Qual a importância do insight para o negócio? A grande diferença do insight no mundo do empreendedorismo atual é que, para que o negócio continue competitivo, o proprietário, líder ou agente de mudança precisam ter esses momentos de ideia e inovação com bastante frequência. E para que isso aconteça, é necessário analisar todos os dados à disposição de maneira inteligente. Ter líderes e uma equipe engajada é fundamental para que as ideias sejam compartilhadas e aproveitadas por todos. Além dos relatórios e dados apresentados em reuniões de equipes, escutar um pouco mais sobre a visão do seu colaborador interno pode ajudar bastante a ter insights produtivos para o desenvolvimento do negócio.   Como ter insights através da análise de dados e da automação de processos? Existem inúmeras formas de trazer a automação de processos para sua organização. Desde automação de processos em vendas como fluxos de trabalho mais comuns em áreas administrativas. Ou seja, há formas e processos simples e complexos. O grande valor que você pode ter é automatizar processos complexos do “core” do seu negócio. Assim, você terá a visão de inteligência com facilidade e gerará insights de negócios muito mais facilmente. Integrar com uma plataforma de BI, ou de Analytics, à sua solução de automação de processos permitirá a você cruzar dados e analisar tanto dados de mercado como dados da operação e das suas respostas às mudanças do mercado. Para que você consiga ter ideias de como melhorar processos internos da empresa, setores e até mesmo alavancar suas vendas, é necessário ter em mãos dados que estimulem o surgimento de insights positivos. Soluções de automação de processos facilitadoras de análises de dados, bem como ter acesso a essas informações se torna muito mais rápido e simples. E se você não sabe o que pode procurar dentro desses sistemas, selecionamos algumas categorias bastante relevantes que podem ajudar nessas questões.   Automação de processos Através da automação de processos, é possível minimizar retrabalhos, desperdício de tempo, além de poder ter informações e uma comunicação mais assertiva. Com todos os dados em um único lugar, a possibilidade de emitir relatórios personalizados facilita as reuniões e passa a ser fundamental na análise de dados para que os insights eficientes possam surgir. Além disso, a automação de processos auxilia em muitos setores da equipe, trazendo benefícios como: Redução de custos Agilidade Eficiência de trabalho Relatórios completos e otimizados Redução de retrabalho Aumento de produtividade   Business Intelligence Business Intelligence é pode ser considerado como área, plataforma, equipe ou atividades referentes à toda coleta, consolidação e tratamento de dados de maneira estruturada com objetivo de evidenciá-las para que os líderes ou gestores consigam ter insights para melhorar processos e modificar os rumos do negócio. Através do BI, é possível ter uma visão mais ampla do negócio, fazendo com que, além dos insights, as decisões possam ser baseadas em números e métricas, e não apenas no achismo, algo tão comum em pequenos e médios negócios. Contar com uma solução de automação de processos que faça mais do que “integrar” com seu sistema de BI, mas que seja uma automação de processos que “converse” com seu BI permitirá extrair inteligência destes dados sem esforço, sem precisar de muito tempo para avaliar os dados. Explico: uma solução de automação de processos robusta e de alta qualidade permite que você tenha relatórios e dashboards específicos para seus KPIs, suas metas e seus objetivos de negócios. Desta forma, você traz a automação de processos para o “core” do seu negócio. Portanto, trará alto grau de inteligência de negócios por meio da solução de automação de processos. Entre as ideias para que você consiga extrair o melhor do BI para o desenvolvimento de insights, podemos destacar: Validar informações relevantes Capacitação dos colaboradores Monitorar o uso da automação de processos sempre que necessário   Plataformas low-code específicas para automação de processos As plataformas low-code específicas para automação de processos também são excelentes opções para que você consiga ter insights positivos referentes ao seu negócio sem esforço e sem investir muito tempo. Relatórios claros e considerados como “críticos” para seu negócio são criados e disponibilizados para você de forma que a automação de processos seja realizada no “core” do seu negócio. Trazer automação para áreas de apoio é importante e gera inúmeros benefícios para o negócio. Mas, ao trazer automação para o “core” do negócio faz com que a estratégia corporativa ganhe relatórios e dashboards específicos para a própria estratégia, e tudo alinhado com a operação, com o negócio no seu dia-a-dia. Com uma plataforma low-code […]

Tarefas repetidas e rotinas de trabalho: como gerar mais valor?

tarefas repetidas e rotinas de trabalho

Tarefas repetidas e rotinas de trabalho: como gerar mais valor? 10 razões para você adotar já a automação de processos em sua empresa Com que ferramentas seus funcionários trabalham para tocar o dia a dia da empresa? Muito frequentemente, os processos de trabalho são organizados por aplicações não estruturadas, como e-mails, planilhas eletrônicas e processadores de texto. Mas será essa a melhor maneira de gerar valor para sua empresa, de modo a criar as vantagens competitivas necessárias ao sucesso no mercado? Quanto maior o volume e a complexidade das tarefas envolvidas, maior também a necessidade de ferramentas que proporcionem mais eficiência às operações da empresa (em termos de economia de tempo e/ou dinheiro), além de maior precisão dos resultados. Na era da transformação digital as empresas têm muito a ganhar com a automação de processos, ou DPA – Digital Process Automation. São inúmeros os casos de empresas que vêm adiando a adoção dessas ferramentas por razões que vão desde a resistência cultural até as dificuldades decorrentes de um emaranhado de sistemas legados, cuja complexidade representa um osbstáculo real à racionalização e, portanto, à automação de processos. Um outro fator que costuma travar o desenvolvimento da empresa em direção a essa automação é o desconhecimento dos benefícios e vantagens que ela propicia.   O que eu ganho com isso? Aplicações para automação de processos, enquanto sistemas estruturados, se revelam muito interessantes para a empresa por uma série de razões. A começar da padronização, as vantagens se desdobram, desenvolvendo-se em uma cadeia que podemos pensar como: 1.Padronização – processos definidos de maneira lógica e executados sempre da mesma forma levam à… 2.Simplificação – já foi realizado estudo mostrando que em uma empresa os funcionários usam em média 90 diferentes aplicações por mês e que não é rara a utilização de até 35 aplicações por turno de trabalho, caso em que os índices de erro aumentam em 28%. Uma estatística não significa que sua empresa também funcione assim, mas é um bom indicador de que simplificar resulta em maior… 3.Confiabilidade – é bem difícil medir os resultados do trabalho “manual”, que muitas vezes não expõe quebras de processo, aplicações ineficientes ou distrações dos empregados. As rotinas do trabalho organizadas por aplicações estruturadas são facilmente auditáveis, mostrando, a qualquer momento, como é efetuado cada passo. E as aplicações estruturadas, comparadas às não estruturadas, registram 50% menos erros de input. Com padronização, simplificação e confiabilidade chegamos à … 4.Otimização – com processos aprimorados, a empresa obtém… 5.Economia de tempo – além de eliminar o retrabalho, os processos otimizados exigem menor tempo e menos esforço para a realização de tarefas, o que significa também… 6.Economia de recursos – se os funcionários precisam de menos tempo para completar suas atividades, o custo de completar as tarefas é diminuído. Sem falarmos na economia com uma taxa menor de erros humanos, que também contribui para o aumento da… 7.Produtividade – um fluxo de trabalho desordenado é capaz de comprometer a produtividade nos ambientes corporativos, ao passo que a automação de processos possibilita melhor definição de tarefas, eliminando atividades desnecessárias e contribuindo para melhor retorno sobre o investimento, o que leva a maior… 8.Eficiência operacional – processos desordenados levam à perda da eficiência operacional e à queda na qualidade dos produtos ou serviços prestados pela empresa. Processos bem definidos e bem gerenciados integram as diversas áreas e sistemas da empresa e oferecem aos empregados a visão da empresa como um todo, em que cada uma e todas as atividades se completam para atender e encantar o cliente. É muito importante integrar os departamentos e desenvolver uma consciência de equipe dentro de seu negócio, em que todos os esforços são realizados para satisfazer as necessidades do cliente. Em consequência, elevam a … 9.Lucratividade – o resultado final de um processo produtivo em que cada etapa é cumprida com exatidão e em que cada funcionário trabalha com segurança e tranquilidade. 10.Melhor comunicação – esse item, colocado aqui em último lugar, não quer dizer que seja o menos importante. Ao contrário, o sucesso da empresa depende de fluxos de trabalho integrados entre todos os seus setores. A automação dos processos assegura informação de qualidade e atribuição clara de responsabilidades, garantindo e aprimorando a colaboração entre as diversas equipes. Se sua meta é melhor desempenho para sua empresa, tornando-a mais eficiente para oferecer melhores produtos a menores preços, você não pode mais esperar para automatizar seus processos. Baixe agora mesmo o nosso eBook “Automação de processos na era da transformação digital: uma mudança de paradigma”.  

Maximize a eficiência operacional com automação

Como maximizar sua Eficiência Operacional com processos de automação  É natural que os gestores persigam continuamente maneiras de otimizar atividades e rotinas de trabalho de sua equipe e empresa. Em tempos de tantas transformações acontecendo em altíssima velocidade, aumentar a produtividade e a qualidade do seu produto final sem impactar a eficiência operacional de seu negócio é um grande desafio. A transformação digital vem nesta direção.  Agilizar as atividades, facilitar o enfoque de atividades estratégicas e aumentar os resultados financeiro e estratégico.  Adaptar-se a essa realidade e mudar a maneira de atuar num cenário cada vez mais competitivo é mais do que fundamental. Para manter seu negócio competitivo na busca por crescimento é necessário adotar algumas medidas corporativas que viabilizem alcançar a eficiência operacional máxima, com processos ágeis, baixo custo e nível de qualidade alto.  O investimento em automação de processos é crucial na busca por essa máxima eficiência operacional, permitindo que as empresas consigam simplificar atividades de rotina, repetitivas, simples e complexas, a partir da inovação sobre estes processos. É preciso realizar as atividades de forma aprimorada, inovando em processos e tornando a empresa ágil e eficiente.  Deste modo, empresas reduzem drasticamente os custos operacionais e aprimoram significativamente sua produtividade, gerando mais lucro e ROI. Atualmente, há empresas, como a Zuri, que realizam projetos de automação com base no ROI do projeto desde seu início, demonstrando alto grau de comprometimento com o sucesso do seu negócio e do projeto. Comprometimento com o investimento da sua empresa.     A automação de processos e a eficiência operacional  Redução de retrabalho A automação de processos desenhada e executada com rapidez e eficácia, quase que “cirúrgica”, aumentará a previsibilidade dos processos com fácil identificação de melhoria e com drástica redução de retrabalho. Diversas atividades de negócios, por exemplo, serviços de  coleta, estruturação e de análises de dados para novos insights e inteligência, tarefas de testes e experimentações de novos produtos e formatos, criação e testes de MVPs, todas elas exigem recursos, reduzem eficiência operacional e impactam negativamente nossa produtividade. Automação de processos reduz erros, diminui custos enquanto aprimora a qualidade do resultado do trabalho.     Superaceleração da velocidade do processo A facilidade com a qual insights de negócios são gerados a partir de dados estruturados coletados em processos automatizados é fundamental para fazer a engrenagem funcionar corretamente e de forma estratégica. Quando os dados coletados ou analisados incorretamente rodam em sistemas automatizados, erros que não eram previstos acontecem com maior frequência do que se pode imaginar.   Como resultado, diversos problemas são gerados impactando a eficiência operacional do negócio. O uso correto dos dados coletados em processos automatizados, não apenas, reduz o retrabalho, mas também minimiza custos e problemas relacionados a diversos gastos futuros. Perder a oportunidade de aprender facilmente com seus próprios dados e processos significa perder competitividade. Por meio de relatórios e dashboards customizados, plataformas de automação de processos facilitam a geração de insights com maior rapidez, melhorando processos e ganhando uma velocidade que impressiona. A empresa ganha velocidade com a eficácia proporcionada pela automação de processos. Velocidade com qualidade. Maior competitividade sem aumento de custos ou investimentos.   Ganhos em escala e em estratégia Muitos mercados trabalham com picos de vendas sazonais gerando necessidades em empresas para implementar rapidamente processos automatizados com foco em gerenciar esse volume alto de vendas, trabalhando com ganhos em escalas maiores e evitando perda de receita. A automação de processos permite a rápida identificação de problemas e facilita todo esforço de melhoria contínua.   Empresas maximizam seus ganhos em momentos-chave, inclusive, quando estas altas demandas ocorrerem. Estar pronto para fazer a coisa certa na hora certa e com inteligência coloca empresas em posição competitiva favorável, garantindo a sobrevivência e crescimento do negócio. Neste cenário, há grande facilidade para previsões e identificação de gargalos em processos. Ganhos em escala são consequência natural destas condições.  Automação de processos permite que incríveis melhorias sem investimentos absurdos. Tudo com base em ROI do projeto de automação, do início ao fim.     Soluções críticas em automação de processos para eficiência operacional aprimorada Com objetivo de superar expectativas e entregar efetivamente o que seu negócio precisa, é necessário conhecer sobre soluções de automação de processos. Você não precisa ser especialista, mas seu fornecedor precisa ser. Dentre as melhores soluções disponíveis no mercado, algumas poucas, as melhores, incluem: digitalização e automação de processos com eliminação de processos manuais;   integração de processos, pessoas e sistemas de forma simples e ágil;   melhoria contínua de processos e eliminação de gargalos;   autonomia para que você e sua equipe tenham a opção de criar a solução de automação sem a necessidade da área de TI (estas são as plataformas de automação de processos chamadas de “low code”); somado a autonomia descrita acima, as melhores soluções fornecem segurança e robustez para toda companhia (absolutamente em compliance com regras de TI, Segurança e outras regras de negócios, como SLAs específicos de cada área);  fácil e simples supervisão para que a área de TI possa controlar ambientes e soluções, garantindo o excelente funcionamento dos diferentes sistemas e soluções;  centralização, visibilidade e organização do trabalho;  colaboração para maior produtividade e engajamento de toda equipe, empresa e indivíduo;  personalização quase ilimitada, customização para sua realidade e necessidade;    A seguir detalhamos as três primeiras soluções da lista acima:  Digitalização e automação de processos com eliminação de processos manuais  Interface intuitiva: interface que facilita o desenho e avaliação de etapas de processos. Serviços robustos, complexos, desenhados e entregues de forma guiada e fácil.   Rápida criação de formulários: templates e componentes prontos para criação rápida e fácil de formulários permitindo tarefas complexas serem executadas de forma guiada e simplificada.  Automação de alertas por e-mails: customização e automação de alertas (mensagens por email) que permitem tomada de decisão antes mesmo de uma etapa ou processo atrase. Simples e fácil configuração de alertas no tempo que desejar e para a audiência que desejar. Mais controle e previsibilidade.  Tecnologia RPA inteligente para seu negócio: mapeamento detalhado de tarefas e desenvolvimento de rotinas robóticas (RPA) com capacidade de automação de processos de modo inteligente e eficaz diminuindo risco e aumentando eficiência operacional e de processos.  Integração com planilhas Excel: integração e importação de planilhas ou apenas dados de planilhas (inteira, por aba ou por coluna) permite maior controle na gestão de dados e análises.       Integração de processos, pessoas e sistemas: simples e ágil Ligação entre processos: conexão fácil e simples com interface intuitiva para ligar processos (fluxos) externos. Acesso rápido para acompanhamento visual e intuitivo dos processos, tornando a execução e gestão de processos mais ágeis.  Integração com sistemas: integração com sistemas legado e outros inúmeros sistemas por meio de interface intuitiva e/ou desenvolvimento de RPA. Agilidade e simplicidade para melhoria contínua de processos e eliminação de gargalos.  Segmentação de grupos e perfis: fácil acesso para segmentar grupos e perfis (integração com AD).  Integração com BI: facilidade e simplicidade para acessar dados por meio de integração com sistemas de Business Intelligence (BI).    Melhoria contínua de processos e eliminação de gargalos Gestão de SLAs: alinhamento de processos com metas de negócios e SLAs visualizados intuitivamente.   Alertas e gatilhos: ferramenta proativa que permite parametrização (personalizada) de alertas antecipados para que seus […]

Acelerar time-to-market para superar KPIs

time-to-market

Descubra como acelerar o time-to-market e supere seus KPIs! Saiba por que acelerar o time-to-market é fundamental para o seu negócio.   O time-to-market é uma expressão utilizada para se referir ao tempo gasto durante o processo de desenvolvimento de um produto, desde a criação da ideia até o lançamento no mercado. Em meio à crescente pressão e dinamismo do mercado, empresas de tecnologia precisam oferecer soluções inovadoras e diferenciadas em prazos cada vez menores. Com o risco de limitar ou diminuir o retorno sobre seus investimentos, executivos e gestores de negócios de tecnologia e inovação estão buscando cada vez mais serviços e ferramentas de automação para acelerar o time-to-market de seus produtos. Neste artigo, você vai descobrir como acelerar o time-to-market e superar os seus KPIs. Confira!   A busca pelo timing perfeito Atualmente, muitas empresas contam com recursos limitados para desenvolver rapidamente novos produtos. Uma das consequências é o atraso em lançamentos, serviços, projetos e ofertas no mercado. Para aproveitar ao máximo as oportunidades em mercados competitivos ou em rápida transformação, é preciso contar com soluções de automação de processos de fornecedores ou parceiros estratégicos, aumentando a velocidade com a qual o negócio consegue idealizar um novo produto e lançá-lo no mercado. Perder o timing certo para lançar e divulgar seu produto pode fazer com que metas não sejam alcançadas e, no pior cenário, tornar o grande diferencial de seu produto uma vantagem competitiva para o concorrente. ROI e payback do investimento são diretamente e fortemente impactados nestes casos.   Inovação e velocidade para gerar valor Acelerar o time-to-market para fornecer novos produtos e serviços diferenciados é um caminho para cumprir os objetivos de negócios e fazer sua empresa crescer. Em um mercado cada vez mais dinâmico e competitivo, é fundamental agir com foco em inovação e renovação de portfólio. De acordo com o estudo do Gartner — Tech CEOs Must Accelerate Time to Market by Leveraging External Partnerships, estima-se que a receita obtida com produtos novos represente, em média, 30% do total das vendas corporativas durante um período de três anos.   A inovação e a velocidade de lançamento de produtos e serviços andam de mãos dadas. Inovar demanda pesquisa constante, por isso é uma tarefa árdua, que nem todas as empresas conseguem colocar em prática. As organizações precisam focar seu planejamento na composição de equipes multidisciplinares e engajadas. Esse processo deve acontecer de maneira ágil e simples, precisa ser baseado em um conjunto de processos bem estruturados A adaptação rápida à dinâmica do mercado é vital para sobreviver, competir e vencer no mundo dos negócios digitais. O melhor produto nem sempre se torna o líder do mercado. Por isso, o timing perfeito é um diferencial nos negócios, podendo trazer vantagem competitiva. Tendo isso em vista, se seu produto chegar ao mercado rapidamente, as chances de ter um melhor alcance são maiores.   Benefícios ao acelerar o time-to-market em seu negócio Afinal, quais são os benefícios de acelerar o time-to-market em seu negócio? A seguir, elencamos os principais. Confira! Eficácia em processos gerenciais Desenvolver processos confiáveis permite que sua equipe consiga antecipar custos e tempo de produção, com cronogramas reais e eficientes, baseados no fluxo de trabalho e no planejamento de todos colaboradores. Aumentar a margem de receita Quanto mais consciente do potencial do seu produto e do impacto dele no mercado, mais fácil e rápido você conseguirá planejar seu lançamento, aumentando a margem de sua receita. O tempo de payback é acelerado de forma exponencial. Vencer a concorrência Com uma velocidade otimizada para lançar novas ofertas e produtos no mercado, você conseguirá se manter à frente de seus concorrentes, habilitando possíveis testes e experimentações, e maximizar o ROI de novos lançamentos, ajudando a abrir mais oportunidades de mercado para sua empresa, seus produtos e serviços.   Como acelerar o time-to-market na sua empresa Como destacamos, acelerar o time-to-market para fornecer novos produtos e serviços diferenciados é uma forma de ajudar a cumprir os objetivos de negócios, contribuindo para o seu crescimento. Separamos algumas dicas práticas de como acelerar o time-to-market. Confira! 1. Inove com automação no back–office   Renomados institutos de consultorias de negócios e pesquisas têm apontado que grandes empresas podem adquirir ganhos gigantes com automação de back–office, aumentando a competitividade e as margens com a diminuição de custos operacionais. A Mckinsey identificou que uma grande empresa pode gerar ganhos acima de 50% em produtividade e serviço ao consumidor. O Escritório de Tecnologia de Negócios da Mckinsey afirma ainda que as tentativas de automatizar rapidamente processos end-to-end (do começo ao fim) podem ser realizadas com metade do investimento que era necessário anos atrás e em seis meses, em vez de 12-18 meses que eram necessários anos atrás. A Mckinsey também recomenda: considerar as prioridades de negócios para simplificar os processos; usar múltiplas tecnologias e abordagens; preparar equipe e portfólio de TI para fazer uso de softwares de mercado, que complementam os sistemas internos, para ganhar velocidade e eficiência no back-office.    2. Automatize processos com low-code De acordo com o estudo Leading Technology Trends, realizado por Gartner em 2019, a automação de processos continua sendo uma das principais necessidades para líderes do mercado, com mais de 40% das organizações realizando iniciativas nesse sentido. Hoje, existem plataformas que permitem que a TI e as áreas de negócios e operações criem suas aplicações de automação de processos, resolvendo problemas de negócios de forma simples e ágil, sem a necessidade de conhecimento técnico. Essas plataformas, chamadas de low-code, permitem que gestores criem e automatizem seus próprios fluxos de trabalho sem grandes dificuldades, usando uma interface visual e intuitiva.  Ao permitir que mais usuários criem e automatizem fluxos de trabalho, os líderes contribuem para diminuir a fila de chamados e a carga de trabalho de rotina da TI, permitindo que a área de TI se concentre em outros projetos de alto valor, mantendo o controle sobre os processos e se tornando cada vez mais estratégica para o negócio.   3. Gere insights de negócios com facilidade e monitore execução e […]