Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Arquivos de Tag: processos automatizados

Orquestração de TI e automação de processos: excelência em serviços

orquestração de TI e automação de processos

Orquestração de TI e automação de processos: excelência em serviços Orquestrar sistemas e processos em nível de excelência requer automação digital Muitas empresas que decidem dar o passo de automatizar seus processos, costumam ter muita dificuldade na organização de processos, fazendo com que a automação não gere os benefícios idealizados e a empresa não adquire a velocidade e qualidade esperada. A grande maioria desse público nunca chegou a utilizar qualquer tipo de orquestração. Sob a perspectiva da gestão de dados e no sentido de coletar, tratar e evidenciar os dados de forma a gerar conhecimento e inteligência para os negócios, pode-se afirmar que orquestrar os dados é tarefa cada vez mais frequente na realidade de empresas e gestores de diferentes segmentos. Organizar e otimizar os processos pode constituir um de seus diferenciais competitivos. Coletar dados, gerar conhecimento e inteligência a partir de processos do negócio é uma vantagem competitiva sustentável. Automatizar é crítico para atingir uma série de qualidades de negócios, como ganhar velocidade para idealizar e lançar inovações, facilitar novas ofertas e produtos no mercado, aumentar a eficiência operacional, diminuir erros humanos e retrabalho, agilizar a resposta às solicitações (“chamados”) da “fila de TI”, enfim, automação é crítico em quase todas as áreas de negócios. E, para obter o que há de melhor na automação de processos é importante desenvolver uma excelente orquestração, termo que nem sempre faz parte do vocabulário de negócios. Pensando nisso, a Zuri preparou este artigo para te explicar o que significa tudo isso, na íntegra, e como a orquestração em TI e processos agrega valor para automação de processos digitais.   Automação de processos na era da transformação digital Preencha o formulário para baixar seu e-book gratuitamente! Nome* Email* Baixar E-book!     O que é orquestração de processos? Orquestração é um termo tradicionalmente aplicado à área de TI e costuma ser considerada como o gerenciamento, a configuração e a coordenação automatizada de serviços e sistemas de computador de uma empresa. Esse processo ajuda a gerenciar fluxos de trabalho e tarefas simples e complexas com mais facilidade. Aplicamos este termo sob a perspectiva de processos, aí temos o termo “orquestração de processos”. Neste sentido, orquestração de processos pode ser considerada como o desenho, a integração e a otimização de processos de negócios, muitas vezes automatizados. A automação traz, por sua própria natureza, maior controle e visibilidade de gargalos, pontos de melhoria (melhoria contínua) e inteligência do negócio a partir de dados estruturados dos processos realizados.  Orquestrar processos com uma solução de automação robusta traz benefícios diversos, desde maior eficiência operacional até acelerar o time-to-market e diminuir o time-to-value do seu negócio e da sua área, especificamente. Muitas áreas de negócio automatizaram suas operações e, posteriormente, a organização como um todo reconheceu o pioneirismo de determinado líder e acabou por replicar aquela solução de automação para outras áreas corporativas.  O principal objetivo da orquestração processual está relacionado à otimização de processos frequentes para que as empresas e colaboradores possam ganhar mais tempo de qualidade para que desempenhem tarefas de maior valor agregado. Além de ser um tema estratégico, a orquestração é ideal para quem deseja ter uma equipe mais focada e organizada, onde todas as informações importantes possam ser acessadas em um único local. Assim, cria-se um ambiente baseado em processos automatizados (e orquestrados).     Qual é a diferença entre Automação de TI e Orquestração? A automação de TI e a orquestração possuem conceitos diferentes, que se correlacionam. Enquanto a automação de TI ajuda a aumentar a eficiência dos negócios com a redução da interação humana em sistemas de TI, a orquestração diz respeito à configuração, o gerenciamento e a coordenação automatizada de serviços, aplicações e sistemas de computador, como mencionamos no início do texto. De modo geral, a automação está literalmente ligada a automatizar fluxos de trabalho ou processos envolvendo muitas etapas diferentes em um único sistema ou solução. Após a etapa de incorporação, é possível utilizar a orquestração para a organização e execução automática dos comandos cadastrados anteriormente. Soluções avançadas, robustas, de automação de processos digitais com low-code criam facilidades para a própria orquestração de TI no sentido de que a automação gerará conhecimento e inteligência acerca dos processos e permitirá de forma fácil a identificação de melhorias, inclusive otimizações em desenhos de processos que levariam muito mais tempo se estes processos não fossem automatizados.     Quais os benefícios da orquestração na automação de processos? Se você está pensando em facilitar, otimizar e agilizar os processos dentro da empresa, entender como a orquestração poderá ajudar será fundamental para seu sucesso. Por isso, separamos alguns dos principais benefícios que a implementação pode trazer aos seus negócios, como: Aumentar a produtividade dos colaboradores: faça com que seus colaboradores sejam mais produtivos focando em tarefas que realmente importam. Reduzir gastos com softwares de alta complexidade: economize dinheiro da empresa evitando pagar vários softwares, para setores diferentes. Diminuir custos relacionados à TI de maneira geral: faça com que sua equipe foque no que realmente importa. A automação faz com que problemas de rotinas de trabalho relacionados à TI sejam quase extintos. Padronização de processos: padronize os processos dos setores para que os resultados sejam os esperados. Maior organização de tarefas: visualize junto com a equipe todas as tarefas e tenha uma equipe muito mais engajada. Visibilidade e controle claro de todos os setores da empresa: saiba o que cada colaborador está fazendo e metrifique os resultados. Dados armazenados em plataformas seguras: através de plataformas com servidores seguros e na nuvem, suas informações estarão protegidas e livres da preocupação de perda de dados.   Orquestração em processos automatizados A orquestração em processos automatizados anda em paralelo com o SOAR (Security Orchestration Automation and Response). Esse termo se refere a um conjunto de soluções de softwares (geralmente em nuvem) que sejam compatíveis para que uma empresa consiga coletar dados sobre ameaça de segurança e diversas fontes necessárias. SOAR ajuda a responder eventos de segurança e melhorar a eficiência da automação de maneira geral.  As soluções de orquestração […]

Guia de automação de processos e automação digital

guia automação de processos

Guia de automação de processos e automação digital Um guia prático que vai ajudar a implementar a automação de processos dentro da sua empresa.   Os avanços tecnológicos estão transformando rapidamente a maneira como vivemos, nos relacionamos, consumimos e trabalhamos. As novas tecnologias contribuem para trazer eficiência em diversas tarefas, e é justamente nesse contexto que surge a automação de processos.  As organizações empresariais estão substituindo papéis, planilhas e e-mails por processos automatizados, com o objetivo de ampliar a capacidade e produtividade do seu negócio. Com isso, priorizam agilidade e eficiência, possibilitando aos colaboradores uma atuação direcionada para atividades menos mecânicas e mais estratégicas. Preparamos este guia para que você consiga entender e implementar processos automatizados na sua empresa, aumentando a produtividade e melhorando os resultados em um ambiente que está cada vez mais dinâmico e exigente. Confira!   Conheça as tecnologias de RPA e DPA Quando se fala em otimização e automação de processos, é fundamental conhecer e compreender os conceitos de Robotic Process Automation (RPA) e Digital Process Automation (DPA). A seguir, falamos um pouco mais sobre cada um deles.    Robotic Process Automation — RPA A expressão Robotic Process Automation (RPA) refere-se à tecnologia robótica empregada em automação de processos. Nela, estão incluídas aplicações e soluções de automação de atividades desempenhadas por pessoas em rotinas de trabalho com atividades repetitivas. As aplicações são implementadas com o objetivo de trazer mais velocidade aos processos, aumentando a produtividade, reduzindo os erros — uma das grandes vantagens da automação — e permitindo que as pessoas sejam realocadas para a execução de tarefas mais criativas e estratégicas, o que se traduz em competitividade e ganhos para o negócio.   Digital  Process Automation — DPA A Digital Process Automation (DPA) está vinculada a uma tecnologia de automação de processos digitais.  Trata-se de uma evolução das antigas ferramentas de BPM (Business Process Management), que permite a criação de novas aplicações frente às demandas da transformação digital.  As melhores plataformas de DPA são “low code”, o que significa que não é necessário que o usuário tenha profundo conhecimento de linguagem de programação para utilizá-las. De acordo com o Gartner, o mercado global de Robotic Process Automation (RPA) está crescendo, aproximadamente, 57% a cada ano. A empresa global de pesquisa e consultoria registra que, em 2018, foram investidos US$ 680 milhões em RPA e, até 2022, estima-se o investimento de US$ 2,4 bilhões.  No que se refere ao mercado global de Digital Process Automation (DPA), dados do relatório “Digital Process Automation Market Insights”, do instituto Market Research Future, apontam que este mercado receberá investimento de US$ 14 bilhões em 2023. Esses números refletem a importância, impacto e relevância no uso de tecnologias DPA e RPA em todo o mundo. Mas, afinal, como implementar esse tipo de mudança dentro do seu negócio?     5 boas práticas e insights sobre implementação de DPA e RPA Selecionamos cinco dicas práticas e insights relacionados à implementação de estratégias de otimização de processos digitais e automação dentro das empresas. Confira!   1. Redução de custos As empresas estão constantemente buscando alternativas que impactam positivamente nas suas finanças. Reduzir custos é, sem dúvida, uma das principais premissas para a implementação de processos automatizados. De fato, ao implementar tecnologias de RPA ou DPA, é natural que os profissionais, antes envolvidos nessas tarefas, agora possam ser direcionados para atividades de maior valor agregado para o negócio. Dessa maneira, as atividades que esses profissionais realizavam — agora automatizadas — são executadas com drástica redução de erros, diminuindo não só a fila de solicitações para área de TI, mas também os custos, o que favorece as finanças da organização. Com mais recursos, é possível investir em melhorias para o negócio.   De acordo com o estudo Real-World Use Cases Are Key to Successful RPA Implementations in Banking, da Gartner, após a implantação da tecnologia de RPA a economia em horas de trabalho chegaria a 25.000 horas, inclusive, reduzindo erros em processos de forma drástica na emissão de relatórios.    2. Planejamento e execução Os processos automatizados seguem um caminho pré-definido e modelado de acordo com a demanda identificada ainda na etapa de desenvolvimento. Antes de implementar a automação, é fundamental entender as características e particularidades de cada tarefa, garantindo, assim, um entendimento mais adequado do processo e a transição para o digital de forma completa e alinhada com as expectativas e necessidades do negócio. Nesse contexto, contar com um time talentoso como parceiro permite uma visão cirúrgica em seus processos. É importante ter em mente que novos olhares e uma visão externa, somada com conhecimento das melhores práticas do mercado e expertise na área de automação, permitem trazer maiores benefícios no planejamento e execução da automação em seu negócio.  Assim, tendo as atividades da empresa orquestradas com o apoio de uma plataforma ágil e simples de automação de processos, que seja fácil de usar, torna o esforço muito mais fácil e gera resultados mais rápidos. Nesse sentido, ter uma plataforma com interface intuitiva é uma parte vital para o sucesso do projeto, maximizando o ROI e o payback. A automação exige uma visão conjunta que agregue as necessidades do processo e a usabilidade fornecida pela plataforma, de modo a oferecer um ambiente agradável e produtivo para quem vai executá-lo. As etapas de planejamento e execução devem ser pensadas de forma estratégica e totalmente personalizada, considerando as particularidades da empresa e o suporte de profissionais especializados em tecnologia e automação.    3. Redução do risco operacional de negócio Para gerar o valor esperado para os clientes, é necessário construir e aprimorar continuamente operações de negócios, execução de atividades e processos que garantam a geração de valor. Tanto no desenho dos processos quanto na execução das atividades há um risco elevado de erro humano, o que impacta diretamente na qualidade dos serviços. Esse tipo de problema pode gerar aumento de custos, insatisfação dos clientes, baixa na produtividade dos colaboradores, aumento do turnover, entre outros. A automação de processos tem sido percebida como um investimento que contribui […]