Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Arquivos de Tag: Digital Process Automation

Descubra como ter processos mais eficientes na sua empresa

Descubra como ter processos mais eficientes na sua empresa Processos mais eficientes sem pesar no orçamento da empresa. Descubra como é possível otimizar o negócio sem realizar grandes investimentos financeiros.   Em seu dia a dia de trabalho você sofre uma série de pressões que exigem o constante aprimoramento dos serviços da TI, obrigando sua área a inovar sempre. Ter processos mais eficientes é, sem sombra de dúvidas, um dos desafios diários em qualquer mercado. Reforçando a necessidade permanente de se reinventar, surgem a cada momento novas tecnologias. No caso dos responsáveis pela TI de uma empresa, essa atualização é uma condição essencial para que consiga entregar soluções de modo rápido e eficiente, com as respostas requeridas pelas áreas de negócio — e, se possível, surpreendendo-as positivamente. Só assim o trabalho será reconhecido como efetivo na busca por resultados da empresa.  Neste artigo, você vai descobrir como ter processos mais eficientes, mesmo com um orçamento apertado. Confira!     Necessidade de aprimorar os processos Muitas vezes, o merecido reconhecimento dos responsáveis pela TI de uma empresa, não ocorre de maneira tão óbvia, mesmo em tempo de transformação digital e constatação da relevância desses profissionais. Uma recente pesquisa do Gartner, entrevistando 90 CEOs de empresas de tecnologia, mostra que 68% deles têm como prioridade a expansão da empresa, mas somente 26% deles veem como prioritário o aprimoramento de processos de negócio. Isso revela o grau do descompasso entre o desejo de crescimento e a percepção (correta) de que melhores processos impulsionam maiores receitas. Vamos avaliar um exemplo real: uma empresa de serviços de tecnologia, oferecendo ao mercado uma excelente arquitetura corporativa, fechava negócio 90% das vezes em que apresentava prova de conceito ao possível novo cliente. O que essa empresa poderia fazer para se expandir no mercado? A ideia do CEO era contratar mais profissionais, para apresentar provas de conceito a um maior número de potenciais clientes. Em vez disso, o Gartner recomendou a criação de uma prova de conceito on-line, para autoatendimento. Dessa forma, sem limites no número de apresentações, a taxa de fechamento de negócios passou a ser de 65% e foi possível à empresa dar conta de um número muito maior de atendimentos sem novas contratações.   Processos mais eficientes por meio da automação Um atributo-chave da inovação em negócios é o desenvolvimento de processos automatizados escaláveis, que permitem maior crescimento no longo prazo. A prioridade, tanto nos processos de front-office — como vendas e marketing —, quanto nos processos de back-office — como contabilidade, finanças e recursos humanos — deve ser sempre o desenvolvimento dos processos escaláveis. Sem automação, a otimização de processos se torna uma tarefa praticamente impossível. E há ferramentas certas para diferentes tipos de automação de processos.   Soluções Robotic Process Automation As soluções RPA — Robotic Process Automation —  são um modo eficiente de você rapidamente agilizar os processos repetitivos e uma boa maneira de iniciar uma estratégia de automação de longo prazo. Funcionalidades presentes em soluções RPA para automação de processos são capazes de executar atividades operacionais de rotina, ligadas a processos burocráticos. Com essas soluções você emula ações humanas tanto em tarefas determinadas quanto nas diferentes etapas de processos mais complexos. Isso inclui, por exemplo: a resposta automática a e-mails; processamento on-line de ordens de compra; categorização de chamados de suporte; gerenciamento de folhas de pagamento; transferência de dados entre diferentes sistemas, entre muitas outras possibilidades.  De acordo com uma publicação da Forrester Research, o RPA seria uma abordagem tática, para “aliviar as dores” de um processo penoso, enquanto o BPM — Business Process Management — tem como objetivo modernizar e, continuamente, aprimorar os processos de negócios.   Digital Process Automation O conceito de Digital Process Automation — DPA — pode ser considerado uma evolução da categoria BPM, expressando a necessidade cada vez maior de automatizar processos, como elemento essencial da jornada das empresas rumo à transformação digital. A Forrester Research diferencia o DPA–deep (um DPA profundo) do DPA–wide (um DPA largo), sendo o primeiro destinado a um pequeno e seleto grupo de profissionais de TI altamente qualificado, com foco em processos muito complexos e capazes de determinar onde inovar ou não. Essas soluções DPA-deep também são caracterizadas pelo foco em criar aplicações mais complexas, portanto, um número menor se comparado à DPA-wide. O DPA-wide seria “para as massas”, estendendo o design do processo para além dos pequenos grupos de desenvolvimento altamente qualificados para os usuários corporativos, utilizando plataformas low-code, ou mesmo no-code. Ou seja, todos podem se beneficiar de soluções DPA low-code de automação de processos. Outra característica dessas soluções DPA-wide é a escalabilidade, o foco em centenas de aplicações. Por dispensarem codificação, essas plataformas não exigem uma alta qualificação em TI do profissional desenvolvedor. Ainda assim, permitem mudanças significativas em modelos e procedimentos operacionais — como fluxos de trabalho, regras de negócio, modelos de dados e modelos de decisão, entre outros — influenciando diretamente os processos e resultados operacionais da empresa.   DPA-Deep e DPA-Wide A questão que se apresenta é: como ter uma plataforma que sirva tanto aos times de TI (DPA-Deep) como para os times de negócios (DPA-Wide) ao mesmo tempo? Um modelo ideal é a solução Zuri, que resolve de forma simples problemas altamente complexos, tanto para equipes de TI quanto para equipes de negócios. Profissionais de negócios sem conhecimento em linguagem de programação e desenvolvimento conseguem usar o Zuri para criar sua própria solução de automação de processos de negócios. Ao mesmo tempo, o Zuri também atende equipes de TI, fornecendo criação de aplicações complexas com integrações de sistemas, e tudo sob fácil governança, seguindo compliance e outras regras de negócios. A Forrester Research identifica ainda outra classe de produtos para automação de processos: DCM (Dynamic Case Management), voltada a ambientes múltiplos, processos específicos caso a caso ou investigações: “é importante entender as diferenças entre as tecnologias para a automação de processos. Mas também é importante compreender como elas podem funcionar em conjunto. A Forrester identifica silos de automação sendo criados em empresas – […]

Guia de automação de processos e automação digital

guia automação de processos

Guia de automação de processos e automação digital Um guia prático que vai ajudar a implementar a automação de processos dentro da sua empresa.   Os avanços tecnológicos estão transformando rapidamente a maneira como vivemos, nos relacionamos, consumimos e trabalhamos. As novas tecnologias contribuem para trazer eficiência em diversas tarefas, e é justamente nesse contexto que surge a automação de processos.  As organizações empresariais estão substituindo papéis, planilhas e e-mails por processos automatizados, com o objetivo de ampliar a capacidade e produtividade do seu negócio. Com isso, priorizam agilidade e eficiência, possibilitando aos colaboradores uma atuação direcionada para atividades menos mecânicas e mais estratégicas. Preparamos este guia para que você consiga entender e implementar processos automatizados na sua empresa, aumentando a produtividade e melhorando os resultados em um ambiente que está cada vez mais dinâmico e exigente. Confira!   Conheça as tecnologias de RPA e DPA Quando se fala em otimização e automação de processos, é fundamental conhecer e compreender os conceitos de Robotic Process Automation (RPA) e Digital Process Automation (DPA). A seguir, falamos um pouco mais sobre cada um deles.    Robotic Process Automation — RPA A expressão Robotic Process Automation (RPA) refere-se à tecnologia robótica empregada em automação de processos. Nela, estão incluídas aplicações e soluções de automação de atividades desempenhadas por pessoas em rotinas de trabalho com atividades repetitivas. As aplicações são implementadas com o objetivo de trazer mais velocidade aos processos, aumentando a produtividade, reduzindo os erros — uma das grandes vantagens da automação — e permitindo que as pessoas sejam realocadas para a execução de tarefas mais criativas e estratégicas, o que se traduz em competitividade e ganhos para o negócio.   Digital  Process Automation — DPA A Digital Process Automation (DPA) está vinculada a uma tecnologia de automação de processos digitais.  Trata-se de uma evolução das antigas ferramentas de BPM (Business Process Management), que permite a criação de novas aplicações frente às demandas da transformação digital.  As melhores plataformas de DPA são “low code”, o que significa que não é necessário que o usuário tenha profundo conhecimento de linguagem de programação para utilizá-las. De acordo com o Gartner, o mercado global de Robotic Process Automation (RPA) está crescendo, aproximadamente, 57% a cada ano. A empresa global de pesquisa e consultoria registra que, em 2018, foram investidos US$ 680 milhões em RPA e, até 2022, estima-se o investimento de US$ 2,4 bilhões.  No que se refere ao mercado global de Digital Process Automation (DPA), dados do relatório “Digital Process Automation Market Insights”, do instituto Market Research Future, apontam que este mercado receberá investimento de US$ 14 bilhões em 2023. Esses números refletem a importância, impacto e relevância no uso de tecnologias DPA e RPA em todo o mundo. Mas, afinal, como implementar esse tipo de mudança dentro do seu negócio?     5 boas práticas e insights sobre implementação de DPA e RPA Selecionamos cinco dicas práticas e insights relacionados à implementação de estratégias de otimização de processos digitais e automação dentro das empresas. Confira!   1. Redução de custos As empresas estão constantemente buscando alternativas que impactam positivamente nas suas finanças. Reduzir custos é, sem dúvida, uma das principais premissas para a implementação de processos automatizados. De fato, ao implementar tecnologias de RPA ou DPA, é natural que os profissionais, antes envolvidos nessas tarefas, agora possam ser direcionados para atividades de maior valor agregado para o negócio. Dessa maneira, as atividades que esses profissionais realizavam — agora automatizadas — são executadas com drástica redução de erros, diminuindo não só a fila de solicitações para área de TI, mas também os custos, o que favorece as finanças da organização. Com mais recursos, é possível investir em melhorias para o negócio.   De acordo com o estudo Real-World Use Cases Are Key to Successful RPA Implementations in Banking, da Gartner, após a implantação da tecnologia de RPA a economia em horas de trabalho chegaria a 25.000 horas, inclusive, reduzindo erros em processos de forma drástica na emissão de relatórios.    2. Planejamento e execução Os processos automatizados seguem um caminho pré-definido e modelado de acordo com a demanda identificada ainda na etapa de desenvolvimento. Antes de implementar a automação, é fundamental entender as características e particularidades de cada tarefa, garantindo, assim, um entendimento mais adequado do processo e a transição para o digital de forma completa e alinhada com as expectativas e necessidades do negócio. Nesse contexto, contar com um time talentoso como parceiro permite uma visão cirúrgica em seus processos. É importante ter em mente que novos olhares e uma visão externa, somada com conhecimento das melhores práticas do mercado e expertise na área de automação, permitem trazer maiores benefícios no planejamento e execução da automação em seu negócio.  Assim, tendo as atividades da empresa orquestradas com o apoio de uma plataforma ágil e simples de automação de processos, que seja fácil de usar, torna o esforço muito mais fácil e gera resultados mais rápidos. Nesse sentido, ter uma plataforma com interface intuitiva é uma parte vital para o sucesso do projeto, maximizando o ROI e o payback. A automação exige uma visão conjunta que agregue as necessidades do processo e a usabilidade fornecida pela plataforma, de modo a oferecer um ambiente agradável e produtivo para quem vai executá-lo. As etapas de planejamento e execução devem ser pensadas de forma estratégica e totalmente personalizada, considerando as particularidades da empresa e o suporte de profissionais especializados em tecnologia e automação.    3. Redução do risco operacional de negócio Para gerar o valor esperado para os clientes, é necessário construir e aprimorar continuamente operações de negócios, execução de atividades e processos que garantam a geração de valor. Tanto no desenho dos processos quanto na execução das atividades há um risco elevado de erro humano, o que impacta diretamente na qualidade dos serviços. Esse tipo de problema pode gerar aumento de custos, insatisfação dos clientes, baixa na produtividade dos colaboradores, aumento do turnover, entre outros. A automação de processos tem sido percebida como um investimento que contribui […]